×
Complete com você informações e nós o chamaremos imediatamente










×
 

Darwin na Patagônia

Não há dúvida de que o acaso pode, algumas vezes, representar um papel central no desenvolvimento de sucessos que marcam a história da humanidade. Foi o caso de Charles Darwin quando teve que viajar no Beagle; sem dúvida, essa foi a experiência mais importante da sua vida e o elemento crucial para o desenvolvimento de suas idéias sobre a evolução e a origem das espécies.

N
ão há dúvida de que o acaso pode, algumas vezes, representar um papel central no desenvolvimento de sucessos que marcam a história da humanidade. Foi o caso de Charles Darwin quando teve que viajar no Beagle; sem dúvida, essa foi a experiência mais importante da sua vida e o elemento crucial para o desenvolvimento de suas idéias sobre a evolução e a origem das espécies.

Charles Darwin nasceu em 12 de Fevereiro de 1809 em Sherwsbury, Inglaterra. Foi o quinto de seis irmãos, sendo praticamente criado por suas irmãs logo após a morte de sua mãe, quando tinha apenas seis anos de idade.

Em 1825 começou a estudar medicina na Universidade de Edimburgo, mas logo desistiu e iniciou, assim, em 1828, seus estudos em teologia no Christ`s College of Cambrige, motivado por seu pai, Robert Darwin, um médico e empresário de renome na Inglaterra.

Durante esse período universitário, conhece o reverendo Jonh Stevens Henslow, professor de botânica, ao qual Charles Darwin deve grande parte seu apego à história natural e também sua aproximação com o Capitão Fitz Roy; pois foi J. Henslow quem propôs um posto como naturalista sem remuneração para o capitão Fitz Roy, uma vez que necessitava de um companheiro, um cavalheiro da sua mesma classe social, que concordasse em conviver com ele durante a viagem e que não fosse parte formal da tripulação.

Essa expedição, encomendada pelo almirantado britânico, se dispunha a realizar sua segunda viagem para terminar os trabalhos cartográficos iniciados na primeira viagem entre 1826 e 1830, a mando de Robert Fitz Roy, que assumiu o posto de Capitão durante a primeira viagem do Beagle, depois que seu antigo comandante, Pringle Stokes, suicidou-se na Terra do Fogo.

A viagem do Beagle durou quase 5 anos, zarpando da Baía de Plymouth, Inglaterra, em 27 de dezembro de 1831 e desembarcando em Falmouth em 2 de outubro de 1836.

Seu primeiro desembarque na América do Sul, em fevereiro de 1832, se realizou em Salvador, no estado da Bahia, Brasil, onde Charles Darwin se dedicou a explorar a região, sentindo admiração pela exuberante vegetação e pela grande quantidade de novas espécies que se apresentavam ante seus olhos.

Continuando sua exploração em direção ao sul, cabe destacar sua estada em Bahia Branca, mais especificamente em Ponta Alta, lugar de grande atrativo geológico, que ao seu parecer, servia para aplicar em campo os novos conhecimentos adquiridos por meio do primeiro volume sobre princípios geológicos publicado recentemente pelo geólogo Charles Lyell. Neste lugar encontra enormes fósseis de imensos quadrúpedes extintos e esses descobrimentos geram suas primeiras dúvidas com respeito a suas crenças religiosas.


O próximo destino é o Cabo Horn. Nesse trajeto, o Beagle correu o mais sério perigo de naufragar por causa do mar revolto e das constantes tormentas, mas saiu ileso graças à grande perícia do piloto Fitz Roy.

O Beagle navegou, então, até a ilha Navarino, para cumprir outro grande objetivo da viagem: devolver à sua terra três nativos que haviam sido levados à Inglaterra uns anos antes por Fitz Roy, que tinha a intenção de realizar um experimento humano muito particular. A Sociedade Missionária da Igreja Anglicana escolheu o jovem e inexperiente clérigo Richard Matthews como missionário que asseguraria que a semente da civilização e do cristianismo que Fitz Roy semeou na Terra do Fogo germinasse e desse frutos.
O encontro de Charles Darwin com os nativos da Terra do Fogo gerou uma série de comentários e prejuízos que afetaram negativamente essas etnias, principalmente pelo contato que eles tiveram com o homem branco, muito embora tenham servido para que Darwin compreendesse o processo de educação e civilização, conceitos aprendidos que diferenciavam estes homens selvagens.

Depois que os nativos Jemmy Button, Jork Minster e Fuegia Basket foram deixados na baía Wulaia juntamente com o reverendo Matthews, o Beagle continuou seu trabalho cartográfico explorando naquele momento uma parte do canal Beagle: a avenida dos glaciais. É aí que Darwin será considerado o primeiro glaciólogo da Patagônia, pois descobre, com bastante exatidão, as formações geológicas a partir dos glaciais preexistentes. Alguns dias depois, regressam à Wulaia, onde o reverendo Matthews deve ser resgatado, demonstrando o fracasso desta experiência evangelizadora.

De acordo com os objetivos cartográficos o Beagle se dirige novamente a Montevidéu, mas Darwin prefere fazer expedições científicas na região e depois realizar uma longa viagem em direção ao sul, a cavalo, através da Patagônia argentina, onde realiza numerosas observações, por exemplo, sobre os gaúchos que conheceu ou o nandu e suas semelhanças com o avestruz africano.

Um ano depois, o Beagle regressa à Terra do Fogo onde os tripulantes encontram Jemmy Button em seu estado selvagem. Button expressa sua intenção de manter-se dquela maneira, como aprendeu a viver. Assim, caía por terra os planos evangelizadores de Fitz Roy.

Depois de uma escala nas Ilhas Malvinas, o Beagle é reparado no rio Santa Cruz, no sul da Argentina e logo após realiza uma navegação através do Estreito de Magalhães, onde uma vez mais Charles Darwin reluz sua grande capacidade analítica para descobrir a geologia dessa região e a importância dos bosques submarinos, entre outros.

Começa agora a travessia pelas costas chilenas do Oceano É aqui onde Darwin vive experiências impensadas para um científico daqueles tempos, como a erupção do vulcão Osorno, o terremoto de Conceição ou o descobrimento de fósseis marinhos a mais de 4.000 metros de altura, que geram nele profundas reflexões com respeito ao contraste entre os preceitos aprendidos na Bíblia e a evidência física encontrada em campo.

Essa grande experiência foi útil para que ele desenvolvesse sua famosa teoria sobre a Origem do Homem, publicada somente 23 anos após sua volta à Inglaterra. Essa teoria provocou uma grande revolução intelectual que continua até nossos dias. A teoria indica que todos os seres vivos têm evoluído ao longo do tempo à partir de um ancestral comum ou de um pequeno grupo de ancestrais comuns, por meio do processo de seleção natural. Charles Darwin morre em Dawe, em 19 de abril de 1882 e seus restos descansam hoje na Abadia de Westminster, juntamente com os restos de Isaac Newton. O grande legado de Darwin na Patagônia se encontra plasmado na Cordilheira Austral que leva seu nome, a Cordilheira Darwin e no cimo mais alto desta cordilheira, o monte Darwin, de 2.488 metros.

Na Patagônia, os passos do Beagle e do jovem naturalista Charles Darwin deixaram um marco indelével, motivo pelo qual hoje navegamos visitando as primitivas paisagens que ele mesmo explorou no passado.

Blog

Publicado

5 Reasons You Should Visit the Stunning Chilean Fjords

For those seeking to adventure to the most fascinating reaches of the globe, the Chilean fjords should be top of your travel list. Read More
 

Viagens Relacionadas

Viajes relacionados
Viajes relacionados

Quer mais informação?
sales@australis.com
+55-11 3266-4221